Proteja-se dos mitos do Linux

Informática, Linux, Windows today 02/21/2010comment Comentários person_pin
Visitado 2.310 vezes

Vi um artigo muito interessante onde o autor desvenda alguns mistérios e mitos que cercam o sistema operacional Linux. Bom, eu não sou fã desse sistema, prefiro Windows. E quanto a vocês, leitores do blog? Vocês concordam com o autor do texto? Deixem suas opiniões na área de comentários!

Palavras do Autor: “Neste artigo demonstrarei a verdade escondida e que os fanboys de Linux não mostram. Antes de iniciar, pergunto a você caro leitor, você não acha estranho um sistema “tão bom” como é o Linux, deter apenas 1% do mercado? Sim, isso mesmo, somente 1% dos desktops espalhados pelo planeta Terra roda Linux”.

su
É inegável que o Linux está mais fácil de usar, principalmente as distros derivadas do Debian. Dependendo da necessidade realmente dá para ficar com ele, mas para você que quer instalar programas P2P, suítes gráficas ou mesmo atualizações do seu browser predileto no seu computador pessoal, o Linux continua difícil.

Alegam que agora há synaptic, apt-get, entre outras ferramentas que facilitam a instalação, isto não é totalmente verdadeiro, já que muitos outros programas não podem ser instalados através deles, além de drivers de dispositivos. Uma hora ou outra, você terá que recorrer ao terminal, o famoso console que o Windows também tem, mas o terminal do Windows não é necessário para usuários domésticos convencionais, o terminal do Windows é somente utilizado por pessoas especializadas que desejam configurar e executar tarefas mais complexas do sistema, além disso, o terminal do Windows é muito mais intuitivo do que o do Linux, uma vez que só pelo nome dos comandos dá para ter ideia do que fazem.

Há casos graves de falhas do Linux, como as de quem tem monitor LCD, se o sistema não reconhecer a placa de vídeo, o monitor entra “fora de escala” ou “fora de sincronia” e não adianta usar o comando pra forçar resolução ou frequência. O único jeito de bootar então seria mexendo nos arquivos x.org config, o que exige conhecimento. Duvida que não seja simples configurar isso? Apenas um aperitivo.

Linux pode substituir o Windows para o usuário comum, roda todos jogos e tem programas equivalentes
Fazendo uma consulta rápida ao Softpedia, Superdownloads, etc, você poderá ver que o Windows possui milhares de vezes mais softwares que Linux. Isso em um site de downloads! Imagine os outros milhares de softwares que o Windows tem. Além disso, a maioria dos softwares gratuitos para Linux tem versão igualmente gratuita para Windows, como OpenOffice, GIMP, etc.

No Linux, se você quiser jogar, terá que usar o Wine. Além de ficar uma verdadeira gambiarra, o desempenho será comprometido e você precisará de bons conhecimentos para resolver problemas como os de jogos on-line multiplayer e joysticks, volantes, etc. Ou seja, leigo? Tchau.

Veja o que escreveu Andrew Wyatt, um dos responsáveis pelo Eeebuntu, espécie de fork do Ubuntu destinado a netbooks, eleito o melhor novo projeto do SourceForge em 2009, logo após disponibilizar uma atualização que que apenas alterava a forma como notificações eram exibidas e deixou inoperante o wifi dos usuários Linux:

“Well don’t worry folks, I won’t “break your WIFI” anymore. “Maybe I should buy a copy of Windows 7, I hear that it actually works. How can we expect non-techical users to use this pile of garbage that is “Linux”.

Linux é vantajoso porque o Windows pega muito vírus
A frase está no tempo errado: Windows pegava muitos vírus. Hoje, com o Windows Vista e Windows Seven, contaminar-se por motivos banais como ocorriam antigamente, por exemplo, ao entrar em um site, plugar um pendrive ou pela rede, não ocorre mais. Pegar vírus sem intervenção do usuário era realmente válido, mas para versões do Windows como o 98, que você entrava com o IE em um site e o vírus já entrava automaticamente.

Hoje, principalmente no Windows Vista e 7, existem duas maneiras de se infectar:

1- Programas piratas, que já vem com vírus junto

2- Engenharia Social (e-mails falando que sua mulher te traiu, que tiraram uma foto de você, que você está devendo). Agora, pense só: Por que isso ocorre? Porque o Windows tem mais de 90% do mercado! Não há interesse em se fazer vírus para Linux! Mas, se houvesse interesse em se prejudicar usuários Linux, seria muito fácil.

Quer um exemplo? Joãozinho é usuário leigo e recebe um e-mail:

“Descobri que sua mulher te traiu…pra acessar o arquivo, digite no terminal sudo su, sua senha e depois rm -rf /”

“Veja só a foto da Sabrina do pânico pelada! Digite no terminal sudo su, sua senha e depois rm -rf /”

“Você viu um ícone x/y/z na sua área? É um vírus! Digite no terminal sudo su, sua senha e depois rm -rf / e apague! A solução veio direto da Symantec!”

Tem muita gente que se deixa levar pela engenharia social no Windows Vista e Windows 7 que insistem que só administrador pode abrir…por que não cairia com Linux? Quer saber qual resultado uma engenharia social desse tipo causaria no Linux? Não conta para ninguém, mas o sistema se autodestrói!

Linux é grátis, é liberdade, é comunidade
Oras, desde quando liberdade está associada só ao fato de ser gratuito? No Windows nós pagamos pela comodidade de um sistema mais fácil de usar, comprometido com atualizações e que mantém um suporte para os clientes. Para mim, ser livre é dispor de mais que 1000 vezes mais softwares, poder instalar jogos, acessar sites sem problemas, instalar programas pagos e gratuitos, enfim, liberdade não se mede com valores de dinheiro, mas sim possibilidades do que se pode fazer. Sobre a questão de fóruns, eles insistem em dizer que suporte de Windows é pago e suporte de Linux é gratuito, como se fóruns que tratam sobre Windows fossem pagos.

A Verdade tem que ser dita: Existe muito mais suporte gratuito de Windows do que de Linux, seu vizinho, seu amigo, os fóruns, revistas, sites…tudo isso pode ser entendido como suporte gratuito. E Linux? Se seu Linux der um problema grave e você não tiver conexão, como você faz? Você provavelmente terá que pagar (e caro) para alguém te ajudar.

A verdade é que o suporte do Linux é muito mais caro, tanto pelo menor número de pessoas especializadas no sistema, quanto pela maior dificuldade, por isso que as empresas preferem pagar a licença do Windows do que ter o Linux de graça e ter que gastar com treinamentos de pessoal caríssimos.

Windows é caro, Linux é de graça, a própria Microsoft usa Linux em seus servidores
Hoje, conseguimos comprar um Windows 7 Home Premium na caixa, por R$299,00 a R$329,00. Ocorre que, se comprarmos o computador que já com Windows junto, ele sai muito mais barato, veja só esse exemplo com o Windows 7 Home Premium: Acréscimo de R$100,00 a R$150,00.

Você realmente acha caro pagar em torno de R$120,00 por um sistema que irá facilitar a sua vida, proporcionar diversão, instalação de jogos, programas e que durará no mínimo 4 anos, tendo atualizações mensais e tudo mais? É quase de graça! Divida R$120,00 do Windows 7 que já vem com o PC por 4 anos e dará R$2,50 ao mês! Ou então, se quiser dividir o Windows 7 comprado em caixa, supondo que você tenha comprado em um lugar caríssimo por R$400,00, ainda sim daria apenas R$8,33 por mês! Talvez você gaste muito mais que isso com seu cachorro, cafezinho, etc.

Compare só! Há softwares que fazem muito menos, e que com licença de 1 ano apenas já custam uns 90 reais. O Windows 7 é simplesmente um SO, aliás, mais que um SO já que clientes originais do Windows 7 tem direito a diversos bons programas gratuitos! Sem contar que a Microsoft tem gasto com servidores, atendentes, atualizações, desenvolvimento de service packs e etc.n

O pessoal alega, com links da Netcraft, por exemplo, que a Microsoft roda Linux. Ocorre que ela usa um espelho para proteção, e a razão de usar Linux é óbvia: não tem sentido fazer duas barreiras com mesmos SO. É bem mais seguro fazer barreiras com SO diferentes. A prova que a Microsoft não roda Linux nos seus respectivos servidores está neste link. Aliás só mesmo os ignorantes da Anandtech e Slashdot para concluírem que a Microsoft roda IIS sobre Linux, uma piada.

Você Sabia?
1) Que governos tem direito de acesso ao código fonte do Windows para garantir sua soberania nacional? Saiba mais aqui e aqui.

2) Que empresas particulares podem ter o direito de acesso ao código fonte do Windows na forma de consulta para o desenvolvimento de drivers e outros recursos que necessitem de alta integração com o sistema, em alguns casos de forma paga, em outros de forma totalmente gratuita? Saiba mais aqui, aqui e aqui.

3) Que o código fonte do kernel do Windows não apenas está disponível para uso em sala de aula, mas foi organizado de forma didática para a realização de experiências? Saiba mais aqui e aqui.

Aspectos Psicológicos & Ideológicos
Por que os usuários de Linux atacam tanto a Microsoft?

Não sei dizer qual a razão para isso. Os sistemas estão ai no mercado para serem usados, mas infelizmente errar é humano, colocar a culpa nos outros é estratégico.

Linux é para quem entende de informática, e Windows para leigo?
Não! O Windows é sistema preferido de diversos geeks. Por exemplo, overclockers tanto principiantes como profissionais elegeram o Windows como sua plataforma, por possuir melhor suporte a hardware, drivers melhores, e principalmente programas melhores que permitem alterar latência de memória, monitorar sensores, praticar overclock em tudo, flashear BIOS, firmwares, etc.

Administradores de Rede e Servidores estão deixando o Linux e migrando para o Windows Server (o Linux era superior em servidores, mas depois do Windows Server 2003 a história mudou). Programadores também elegeram o Windows, devido principalmente ao seu material de suporte a desenvolvedores ser muito superior ao dos concorrentes.

Por que eles escolheram Linux?
Não há razão para se escolher o Linux para uso em computadores pessoais. Argumentos como os de “posso fazer do meu jeito”, “compilar”, não servem para um simples usuário doméstico. A grande verdade é que os linusers gostam do Linux para se sentirem diferenciados, pois realmente eles sabem muito de informática, e ficam com raiva do Windows por ser um sistema que pode ser usado tanto por um programador altamente capacitado quanto por um leigo total.

Linuxers não odeiam a Microsoft, querem ser apenas uma opção a ela
Se isso fosse verdade, por que 90% dos usuários do Linux sempre têm alguma imagem do Pingüim tomando suco de Windows, batendo na borboleta do MSN, e coisas do tipo? Ah! sim, Freud explica! E eu recomendo… Windows!

Fonte: Baboo
Autor: Octaiver Matt
Artigo original

Inexistent Man Store
WebEmoji Emoticons
Rádio Online músicas antigas
Curta-nos no Facebook
Siga-me no Twitter
Categorias
Parceiros
Criativo de Galochas Arnolds SportKing